As principais causas de dores abdominais

dores-abdominaisAs dores abdominais podem ser consequência de diversos fatores. A dor é uma forma de o organismo manifestar que há algo errado. Trata-se de uma forma de proteção, para que pioras ou desenvolvimento de doenças mais sérias sejam evitadas. O blog da Clinipam separou, hoje, as principais causas de dores abdominais, de acordo, sobretudo, com a região dolorida.

No abdome há muitos órgãos e estruturas que podem apresentar dores: estômago, intestino, fígado, pâncreas, vesícula, baço, rins, músculos e ligamentos. Além disso, há dores que surgem em um local do corpo e o problema abrange outros locais. E há aquelas que não são possível saber exatamente a origem. Entre os casos de dor abdominal que não costumam oferecer riscos maiores estão a constipação, alergias ou intolerância alimentar (como à lactose), intoxicação alimentar e gripe estomacal.

Conheça os benefícios da ginástica laboral no ambiente de trabalho

ginastica-laboralVocê já ouviu falar em ginástica laboral? É um conjunto de práticas desenvolvidas de acordo com o local de trabalho e as atividades desenvolvidas. A técnica busca compensar as estruturas do corpo mais utilizadas e ativar as de pouco uso, promovendo relaxamento e tonificação. O blog da Clinipam separou os principais benefícios da ginástica laboral no ambiente de trabalho. Confira.

Muito utilizada em empresas, visa estimular a prática de atividades físicas, promover saúde física e mental e prevenir lesões como LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). Os exercícios não necessitam de deslocamento do indivíduo e se constituem por técnicas de alongamento, respiração, reeducação postural, controle e percepção corporal, fortalecimento das estruturas não trabalhadas e compensação dos grupos musculares utilizados nas tarefas desenvolvidas.

Informações importantes sobre a catapora: sintomas, tratamento e curiosidades

menopausa1Hoje o blog da Clinipam traz um assunto que geralmente causa dúvidas em muitas pessoas, a varicela. Conhecida também como catapora, trata-se de uma doença infecciosa causada pelo vírus Varicela-Zóster. Geralmente é benigna, porém á altamente contagiosa, e acomete principalmente crianças. Atualmente, com as vacinas disponibilizadas, o número de casos reduziu muito. Se você busca informações sobre a catapora, confira os tópicos abaixo, que trazem sintomas, tratamento, recomendações e curiosidades sobre a enfermidade.

Sintomas da catapora (varicela)

Entre os sintomas da catapora estão: mal-estar, febre (entre 37,5° e 39,5°), dor de cabeça, cansaço e falta de apetite. De 24 a 48 horas mais tarde começam a surgir as lesões de pele. As manchas avermelhadas se tornam pequenas bolhas cheias de líquido, que depois formam crostas que geram muita coceira.

É possível prevenir e tratar calos nos pés

w

Você sabe como e porque um calo é formado? Na maioria das vezes, o surgimento dele está associado ao uso inadequado de calçados, e eles surgem como forma de proteção do corpo a alguma agressão, seja interna ou externa. Atividade profissional ou esportiva em que há fricção e pressão constantes também desencadear o problema. No blog da Clinipam você vai entender um pouco mais sobre esse problema e ver dicas para prevenir e tratar calos e calosidades.

Sapatos muito pequenos ou apertados são os principais causadores de calos e calosidades. Se forem usados durante muito tempo, as pressões exercidas nos pés são desajustadas e a fricção extra transfere-se para uma determinada área do pé. Isso gera um enrijecimento da camada superficial da pele, conhecido como calosidade. É uma forma de o organismo tentar proteger os tecidos das camadas inferiores da pele.

Por outro lado, se essa pressão for sobre um osso sujeito à fricção constante surgirá um calo “duro”. Isso porque os calos têm um núcleo duro e ceroso que se forma na camada exterior da pele, depois de penetrar no tecido subjacente comprime os nervos da derme. Já os calos “moles” surgem em locais onde a pela está umedecida pelo suor ou secagem inadequada. De cor branca e endurecida, também são causados por fricção excessiva.

Aula de culinária com AÇAÍ – Uma arma contra o envelhecimento

www

Venha descobrir os benefícios da fruta produzida na Região Norte do Brasil na aula de culinária “AÇAÍ – Uma arma contra o envelhecimento”. O encontro é promovido pela Cozinha Experimental, grupo do Centro de Qualidade de Vida da Clinipam, e será realizado nos dias 20 e 25 de novembro.

O açaí é rico em vitamina E, cálcio, magnésio e potássio. O consumo da fruta ajuda a diminuir os níveis de colesterol e o risco de doenças cardiovasculares, além de prevenir úlceras e câncer de estômago. Por ser um alimento rico em antioxidantes (conjunto composto por vitaminas, minerais, pigmentos e enzimas que combatem radicais livres) é capaz de retardar o envelhecimento das células e dos órgãos. Por isso, é conhecido como o fruto rejuvenescedor.

Estudos comprovam, ainda, que a fruta é capaz de combater células cancerígenas, com até 86% de eficácia. Graças à antocianina, o corante do açaí, a taxas do mau colesterol são menores em consumidores do alimento exótico. Além disso, o açaí possui uma alta concentração de cálcio. Como o elemento é essencial para formação dos ossos e dentes, é bastante recomendado para crianças e para adultos que buscam prevenir doenças como osteoporose e hipertensão.

Estudos mostram que o cérebro funciona de modo diferente durante a TPM

tpm-plano-de-saude-em-curitiba-clinipamA tensão pré-menstrual é uma grande conhecida das mulheres. Também, não é pra menos, os desníveis de comportamento e humor se manifestam em cerca de 80% do público feminino. E apesar de várias possibilidades, ainda não há uma explicação para a TPM. Um estudo recente, contudo, mostrou que durante o período pré-menstrual, o cérebro funciona de forma diferenciada.

A pesquisa foi realizada na Suécia, no Departamento de Saúde das Mulheres e das Crianças da Universidade de Uppsala, e apresentada pela professora obstetrícia e ginecologia Inger Poromaa. Para a conclusão do estudo, 29 mulheres foram submetidas a exames de ressonância magnética no fim da fase folicular (período em que há produção de folículos, começa no primeiro dia de menstruação) e durante a fase lútea (quando o útero está preparado para receber o óvulo, na segunda fase do ciclo menstrual).

A fase folicular é dominada pelo hormônio estrogênio, enquanto na fase lútea a progesterona domina: é nesse momento que os sintomas se intensificam, rapidamente. A equipe de pesquisadores, liderada por Enger, relacionou as alterações comportamentais com as atividades da amígdala. Isso porque essa região do cérebro é rica em receptores de estrogênio e progesterona. O resultado: o aumento da reatividade da amígdala se deu na fase folicular. Isso significa que nessa fase, as mulheres ficam mais vulneráveis aos níveis de progesterona, e da TPM, já que ela intensifica os sintomas.

Fobia infantil: quando o medo ou a ansiedade persiste

wwwO medo do escuro, medo de trovões, medo de dormir ou de tomar banho, geralmente é comum em crianças. E é normal, até certo ponto. Muitos pais, justamente por não acharem ser nada demais, acabam por deixar que os sintomas persistam. Então, o que era apenas um medo comum se torna uma fobia, um transtorno infantil. Veja no blog da Clinipam como as fobias se manifestam e o que pode ser feito.

Assim como acontece com os adultos, as fobias infantis são um temor injustificado e irracional de objetos, situações ou seres. O indivíduo o reconhece, porém não consegue dominá-lo, isso porque seu campo da ação é inibido. Sentir medo é algo natural, é uma forma de defesa do organismo, principalmente na infância. A diferença para a fobia, no entanto, está no fato de serem reações exageradas e que fogem do controle da criança.

Na infância, as fobias específicas que mais se manifestam são as de pequenos animais, injeções, escuro, fantasmas e monstros, altura e barulhos intensos (trovões e fogos de artifício, por exemplo). A principal diferença entre as manifestações fóbicas em crianças e em adultos é que os pequenos não conseguem reconhecer que a situação é exagerada ou absurda. Para elas, o pavor é justificável, já que pensam que o medo é por algo que oferece perigo de morte ou é catastrófico.

14 de novembro de 2013: Dia Mundial do Diabetes

www

 Você sabia que na próxima quinta-feira, dia 14 de novembro, é comemorado o Dia Mundial do Diabetes? De 2000 a 2010, o diabetes foi responsável por mais de 470 mil mortes em todo o Brasil. A Clinipam não vai ficar de fora dessa data. Veja as informações sobre esse dia de prevenção e sobre a doença, que pode trazer consequências que afetam muito a qualidade de vida das pessoas.

O diabetes é uma doença metabólica, caracterizada pelo aumento anormal de glicose no sangue. Quando ingerimos alimentos, eles são quebrados em partículas de glicose que ficam no sangue e que são utilizadas para a produção de energia. Para a glicose entrar nas células, ela precisa de ajuda da insulina (hormônio produzido no pâncreas). Quando o pâncreas produz pouca insulina ou quando as células não respondem à insulina produzida, a pessoa é diagnosticada com diabetes. A glicose do sangue passa a ir direto para a urina, ou fica no sangue (aumentando a glicemia). Com isso, o corpo perde sua principal fonte de combustível.

O Dia Mundial do Diabetes foi instituído em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) devido ao grande número de casos em todo o mundo. A ideia foi criar uma data para lembrar as pessoas sobre a prevenção e o tratamento adequado, na busca por reduzir os impactos da doença sobre a população. A Diabetes Mellitus está entre as 5 doenças que mais matam, e chega cada vez mais perto do topo da lista.

Entenda o que é o bico de papagaio e saiba como se prevenir

dor-na-coluna-bico-de-papagaio-vertebral-plano-de-saude-em-curitiba

A osteofitose, conhecida como bico de papagaio, é uma forma de manifestação da artrose na coluna vertebral. Ela é caracterizada pelo crescimento anormal do tecido ósseo em torno de uma articulação das vértebras, então, o disco intervertebral, que deveria funcionar como amortecedor entre os ossos, não consegue cumprir essa função, que fica comprometida. Para evitar que esse mal apareça, veja as informações que a Clinipam preparou para você prevenir o bico de papagaio.

O desgaste natural das articulações ao longo do tempo propicia o aparecimento do problema, que surge como consequência da desidratação do disco intervertebral. Os osteófitos, na verdade, são como uma defesa do organismo, que busca absorver a sobrecarga sobre as articulações e estabilizar a coluna vertebral. Diagnosticar a osteofitose só é possível quando há calcificação nas cartilagens que envolvem as vértebras e os ligamentos.

Além do desgaste do tempo, o problema pode ser hereditário. Entre outras causas comuns para o surgimento do bico-de-papagaio estão a má postura, a obesidade e o sedentarismo. Perda da força muscular, da sensibilidade e dos reflexos, dor forte e limitação dos movimentos são alguns dos sintomas mais comuns. Em alguns casos, há também a sensação de formigamento.

Dicas para lidar com crianças autistas

autismo_criança_causa_identificar_lidar_autista

Há algumas teorias, mas as reais causas do autismo ainda são desconhecidas. No blog da Clinipam você vai ver algumas dicas para lidar com crianças autistas, transtorno que acomete mais meninos do que meninas. Famílias que convivem com essa situação costumam ter dificuldades em lidar com o problema, principalmente, de forma correta, já que muitas vezes não acreditam no diagnóstico.

Um dos pontos mais importante é que a família reconheça o transtorno o quanto antes, de preferência entre zero e três anos de idade. Depois, é preciso entender que o desenvolvimento da criança autista se dá de forma mais lenta se comparada com as que não apresentam o transtorno. Por isso, paciência é a peça fundamental quando se precisa lidar com o autismo.

No quesito comunicação, você pode ajudar o autista a entender que palavras, figuras e símbolos têm significado. Ou seja, ensine a associação entre figuras e objetos (por exemplo, com jogos que nomeiam objetos) e crie atividades, primeiro com ações reais (beber no copo, por exemplo) e, depois com o abstrato (fingir que bebe no copo). Dessa forma, você usa a figura do copo para expressar a necessidade ou vontade de beber.