Entenda a hipertensão e previna-se

hipertensaoHoje, aqui no blog da Clinipam, vamos falar um pouco sobre o que é a hipertensão, quais são os sintomas da pressão alta – como também é conhecida -, como você pode se prevenir da doença e apontar os possíveis tratamentos.

O que é, afinal, a pressão alta/hipertensão?

A hipertensão acontece quando há muita pressão do sangue nas paredes das artérias. A pessoa está com pressão alta quando apresenta valores acima de 14 por 9. O “normal” é 12 por 8.

Planejamento familiar

planejamento-familiarVocê sabe como fazer um planejamento familiar? Muita gente tem esse tipo de dúvida. Para quem não sabe, o planejamento familiar é, segundo o artigo 2º da Lei 9.263 de 12 de janeiro de 1996, o “conjunto de ações de regulação da fecundidade que garanta direitos iguais de constituição, limitação ou aumento da prole pela mulher, pelo homem ou pelo casal”.

Hoje, existem diversos métodos de planejamento familiar. Alguns deles são: pílula, esterilização feminina, DIU, tabelinhas, Billings e algumas formas naturais, como a própria abstinência sexual no período de fecundidade.

Como está sua autoestima?

autoestimaComo anda a sua autoestima? Você gosta de você mesmo? Se você tem dúvidas sobre este assunto ou não sabe o que fazer para melhorar a autoestima, o post de hoje vai te ajudar.

O que é exatamente autoestima?

A autoestima é a forma como nos vemos, é o julgamento que fazemos sobre nós mesmos, de nossas capacidades, habilidades, qualidades, defeitos, fragilidades e aparência. É o que conseguimos enxergar de nós e o que achamos disso que enxergamos.

Quais são os sintomas da baixa autoestima?

Em geral, as pessoas com baixa autoestima sentem-se desencorajadas e incapazes de atingir seus objetivos. Apresentam dificuldades nos relacionamentos interpessoais, já que não têm amor próprio bem desenvolvido. Sendo assim, elas dificilmente conseguem perceber o amor do outro e acham que não são merecedoras desse amor.

Quem tem baixo autoestima também apresenta dificuldade em se posicionar em relação ao outro, de ser assertivo (capaz de dizer o que gosta e o que não gosta, o que quer e o que não quer).

A baixo autoestima deixa a pessoa com dificuldade de resolver problemas. Insegurança, inadequação, perfeccionismo, dúvidas constantes, falta de autoconfiança e auto-aceitação, necessidade de agradar e de aprovação alheia, inferioridade e falta de valor são sentimentos comuns entre as pessoas com autoestima baixa.

Como identificar uma pessoa com baixa autoestima?

Pessoas com baixa autoestima tendem a ser pouco criativas, apresentam dificuldade para tomar iniciativas, são poucos assertivas, não se sentem amadas, não se sentem livres. Podem se sentir ansiosas, inseguras e desamparadas.

Baixa autoestima tem tratamento?

Sim, tratamento para baixa autoestima existe. Todos nós temos a capacidade de desenvolver positivamente a autoestima.

Como funciona o tratamento para baixa autoestima?

Existem alguns caminhos que ajudam a melhorar a autoestima. O processo terapêutico visa promover autoconhecimento, que faz com a pessoa consiga entender como seu comportamento afeta o ambiente ao seu redor e como esse ambiente interfere em sua vida.

A terapia para aumentar a autoestima pode auxiliar o indivíduo a desenvolver novos comportamentos e novas relações. Através do autoconhecimento a pessoa aprende a discriminar o que lhe traz satisfação e bem-estar e o que lhe causa sofrimento. O que é bom e o que é ruim. Aprende a identificar suas qualidades, potencializando-as e utilizando-as da melhor forma.

A autoestima é formada na infância?

As experiências de vida, principalmente àquelas vividas na infância, têm forte influência na autoestima. A criança que é reforçada (recebe atenção, amor e respeito) em seus comportamentos adequados e é orientada em seus comportamento inadequados tende a desenvolver uma autoetima positiva. Já aquela que vive em um ambiente coercitivo, punitivo, de críticas constantes, tende a desenvolver uma baixa autoestima.

Baixa autoestima é um tipo de depressão?

A baixa autoestima não é um tipo de depressão. Ela pode ser um fator que desencadeia a depressão e/ou um fator que mantém a depressão e/ou uma consequência da depressão. Qualquer pessoa pode ou não ter uma crise de depressão, mesmo tendo uma boa autoestima. No entanto, a pessoa que está com depressão, não está com sua autoestima boa, já que geralmente ela se avalia como inadequada, incapaz, inútil, vê um futuro ausente de expectativas e tende a ter um padrão comportamental com poucas atividades, com poucos cuidados, com poucos prazeres.

Além do tratamento terapêutico, existe tratamento médico também?

O tramento para elevar a baixa autoestima também pode ser com fármaco, caso a baixa autoestima esteja associada a outro transtorno.

Dicas para melhorar a autoestima:

1. Procurar ter um autoconhecimento de padrões comportamentais dentro do contexto social.

2. Discriminar o que lhe é bom e satisfatório, reconhecendo as próprias qualidades e potencializando-as.

3. Aprender a elogiar-se e receber elogios.

4. Flexibilizar a exigência e o perfeccionismo e entender que temos o direito de errar e aprender com os erros.

5. Desenvolver a assertividade para defender o que se quer, dizer sim quando assim o for, e dizer não quando necessário.

6. Selecionar ambientes menos punitivos, ambientes de apoio e procurar se sentir amado, livre, podeno criar e provar coisas novas.

7. Viver com menos regras e sofrimentos.

Estabeleça metas saudáveis neste ano novo

metas-saudaveisChegamos a 2016. Mas e a sua saúde? Será a mesma do ano passado? Para garantir um novo ano cheio de bem-estar e curtir a vida com toda a plenitude que você merece, crie resoluções de ano novo que lhe ajudem a criar novos hábitos, prolongando os benefícios de uma boa alimentação associada à prática regular de atividade física.

Veja algumas metas saudáveis que você pode estabelecer para este ano novo: