Doação de sangue no Paraná

blog-clinipam

O que você faria para salvar a vida de alguém? Já imaginou que alguém pode precisar de você para viver neste exato momento? A doação de sangue é um ato de amor à vida que, de forma tão simples e rápida, pode transformar para sempre a história de muitas pessoas.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), por exemplo, necessita em média de 150 a 200 doadores por dia. Esse número, no entanto, nem sempre é atingido, especialmente no inverno, quando as doações no estado diminuem bastante, em virtude do desejo que as pessoas têm de ficar mais em casa nos dias frios.

São apenas 5 a 15 minutos. Esse é o tempo que dura uma sessão de coleta de sague para doação, em um processo simples, seguro e sem dor.  Aqui no Paraná, o sangue coletado pela Hemepar – unidade da Secretaria de Estado de Saúde responsável pela coleta, armazenamento, processamento, transfusão e distribuição do material – é encaminhado para 384 hospitais públicos, filantrópicos e privados, entre eles o Hospital Ônix, da Clinipam.

Erros de refração – Os problemas mais comuns da visão

erros-de-refracao1

Os erros de refração, divididos em miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia, são os problemas mais frequentes da visão humana.  Presente na maioria das pessoas, eles ocorrem quando a forma do olho evita que a luz se foque diretamente na retina.  Há, portanto, uma mudança na direção da luz, comprometendo a interpretação do cérebro sobre a paisagem observada.

A pessoa com miopia enxerga os objetos próximos com nitidez, enquanto os objetos à distância ficam embaraçados. Com a hipermetropia, essa visão é exatamente ao contrário: os objetos à distância ficam nítidos, enquanto aqueles próximos parecem turvos.  O astigmatismo, por sua vez, deixa a percepção das imagens borradas ou mesmo alargadas; enquanto a presbiopia – mais relacionada à idade adulta – dificulta a visão dos objetos mais próximos.

erros-de-refracao2

Quem corre risco de ter os erros de refração?

A presbiopia afeta a maioria dos adultos com mais de 35 anos. Os demais erros de refração ocorrem tanto em adultos quanto crianças. A hereditariedade aumenta as chances de ter esses problemas. Sintomas dos erros de refração