A influência da música no corpo (musicoterapia)

clinipam-plano-de-saude-benefícios-musica-musicoterapia
Poucas coisas na vida exprimem tanto prazer e acentuam tanto determinados sentimentos como a música. Para momentos tristes ou felizes, solitários ou festivos, a música é a companhia certa. Porém, mais do que assumir um papel momentâneo, a música também pode exercer uma função terapêutica e aliviar tensões, além de contribuir na prevenção contra diversas doenças. Não sabia? A Clinipam conta para você.

Já há 15 anos, a Organização Mundial de Saúde reconheceu a importância de se inserir a musicoterapia nos centros multidisciplinares de saúde. E, se você não sabe o que é a musicoterapia, ela consiste na utilização da música e seus elementos constituintes (ritmo, melodia, harmonia) por um musicoterapeuta em um processo de incentivo a importantes objetivos terapêuticos, como comunicação, mobilização, expressão, organização, etc.

Dentre seus maiores benefícios, encontramos o auxílio contra doenças como o reumatismo, Parkinson, fibromialgia, esclerose múltipla, disfunções vocais e de fala, depressão, insônia, pânico, problemas respiratórios, entre outras disfunções.

Segundo Meca Vargas, fundadora, coordenadora e docente do Antropomúsica, curso de formação em música com viés pedagógico e terapêutico, em entrevista ao portal Terra, o efeito no organismo se dá pela vibração do som, que “desbloqueia o sistema nervoso, ativa o sistema glandular, leva ritmo ao sistema cardiopulmonar, libera tensões musculares e coloca em movimento o sistema metabólico-locomotor”.