Altos níveis de colesterol podem dificultar gravidez

clinipam-plano-de-saude-colesterol-gravidez
Engravidar nem sempre é uma tarefa fácil. Além de ser uma decisão importante que precisa ser muito bem pensada ante de ser tomada, diversos fatores, externos e internos, podem acabar se tornando obstáculos e dificultar todo o processo. Um deles é o colesterol alto, que pode reduzir a fertilidade tanto da mulher quanto do homem.

Pelo menos, é o que revela um estudo produzido pelo Instituto Nacional de Saúde, pela Universidade de Buffalo e pela Universidade Emory, todas instituições localizadas nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, um casal que apresenta níveis elevados de colesterol pode levar mais tempo para se tornar pais. Isso porque a produção excessiva de colesterol interfere na produção hormonal (testosterona e estrogênio), causando a infertilidade.

A pesquisa contou com 501 casais que procuravam ter um bebê de forma natural entre os anos de 2005 e 2009. Tais casais foram analisados durante um ano ou até o momento da gravidez, e tinham idades de 18 a 44 anos.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores retiraram pequenas quantidades de sangue dos voluntários e mediram os níveis de colesterol (HDL e LDL – bom e ruim, respectivamente) de cada um deles. Ao relacionar o colesterol com os hormônios sexuais, perceberam que aquele reduz a ação destes.

Além do mais, os casais com maiores níveis de colesterol eram os que mais apresentavam dificuldades para engravidar. “O alto nível de colesterol não só aumenta os riscos de doenças cardiovasculares, como reduz as chances de um casal engravidar”, diz Enrique Schisterman, um dos autores do estudo.