Protetor no Inverno

Por mais que alguns não acreditem, os raios UV também aparecem durante os climas frios do ano, quando o sol resolve se esconder, especialmente aqui em Curitiba e Região Metropolitana!

Durante o verão os raios UVB (responsáveis pela sensação de ardência e vermelhidão) são mais comuns devido ao efeito ser rapidamente perceptível. Porém, durante o inverno os raios UVA continuam incidindo com a mesma intensidade em nossas peles. A diferença é que o seu efeito é cumulativo e atinge as camadas mais profundas da pele, fazendo com que suas consequências demorem mais para aparecerem. Isso pode ser evitado se o protetor solar for utilizado com mais frequência.

Umas das consequências dos raios UVA em nossa pele são: aparecimento de rugas, manchas, flacidez, envelhecimento precoce e predisposição à alergias e surgimento do câncer de pele.

Para o dia a dia produtos com o FPS 30 são suficientes para proteger, segundo a dermatologista Danielle Aguiar em entrevista para o Beleza Extraordinária.

Além disso, as fórmulas cremosas dos filtros solares são ótimas para hidratação, visto que no frio o ressecamento da pele é bastante comum.

É válido lembrar que apesar do sol trazer grandes benefícios para a saúde, ele precisa ser aproveitado com moderação e cuidado para que problemas futuros não aconteçam. Os produtos modernos, além de protegerem nossa pele de radiações nocivas, deixam infiltrar os raios responsáveis por um bronzeado bonito e uma pele mais saudável.

Entenda a diferença:
Raios UVA (atingem a camada subcutânea): penetram nas camadas mais profundas da pele sem deixar marcas, causando envelhecimento precoce e o melanoma, um tipo agressivo de câncer.

Raios UVB (atingem a derme): provocam a vermelhidão e as queimaduras solares. Além disso, estão diretamente relacionados ao câncer de pele não melanoma, o mais comum dos tumores nesse tecido.

Vitamina D Contra Gripes e Resfriados

Tomar vitaminas para garantir uma boa saúde física e mental é um fato bastante conhecido por nós. A nova descoberta está no fato de que a vitamina D, em especial, pode nos proteger contra resfriados, gripes e outras infecções respiratórias.

O estudo publicado na revista “British Medical Journal” apontou que os efeitos são maiores nas pessoas com baixos níveis do nutriente. Principalmente em países que fazem muito frio e onde os níveis da luz solar, fonte de vitamina D, são baixos.

Além disso, a vitamina D é essencial para mantermos a saúde de nossos ossos, coração e tratar doenças autoimunes.

Algumas fontes de Vitamina D são: luz solar (20 minutos por dia sem o uso de protetor solar); salmão cozido; ovo cozido; óleo de fígado de bacalhau, leite ninho fortificado; sardinhas enlatadas, etc.

Mas lembre-se de que para garantir uma absorção ideal da vitamina D, a ajuda de um nutricionista e especialista na área pode sede ser fundamental!

Benefícios de Acordar Cedo

Para alguns, pode ser difícil levantar mais cedo, até mesmo quando a rotina faz disso um hábito. Mas além de nos deixar mais dispostos para encarar o dia, acordar cedo também tem outros benefícios.

Segundo pesquisa feita com mais de mil voluntários na Universidade de Roehampton, no Reino Unido, pessoas que acordam cedo são mais magras, mais felizes e saudáveis.

Além disso, acordar mais cedo te ajuda a:

  • Ter um café da manhã mais saudável: O melhor horário para a primeira refeição do dia é até uma hora após levantar da cama. O que deve ser feito de manhã, pois o ideal é fazer várias refeições pequenas ao longo do dia para controlar o cortisol, que em excesso leva ao acúmulo de gordura abdominal.
  • Ficar mais disposto: Diferente dos dias que você acorda mais tarde com uma sensação de estar atrasado no mundo, ao acordar cedo a sua força de vontade se mostra maior, e com o passar da manhã, você vai até se esquecendo da preguiça, além do dia render muito mais pelo fato do seu desempenho potencializar ao longo do dia.
  • Aproveitar a serenidade: O período da manhã é ótimo para trabalhar ou estudar em paz. Ao acordar a sua mente está calma, livre, serena, e não há nada melhor quando o silêncio do início do dia acompanha os seus pensamentos.

Dentre outros benefícios, que apesar de não ser uma tarefa muito fácil, pode facilitar muito a sua rotina.

 

Mau Hálito Infantil

Você sabe a principal causa do mau hálito infantil?

Segundo estudo publicado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) o mau hálito infantil está associado à respiração pela boca.

A maior porcentagem dos casos de halitose infantil é notado pela manhã devido à boca seca, causada pela respiração bucal durante a noite.

A pesquisa recente foi realizada com 55 crianças entre 3 e 14 anos de idade, divididos em dois grupos envolvendo quem respira via oral e quem respira via nasal. Com isso, foi apontado que 40% das crianças respiram pela boca, e destas, 63% apresentaram forte mau hálito.

Além disso, parte da timidez e insegurança da infância está relacionada com o odor da halitose.

 

Doação de sangue no Paraná

blog-clinipam

O que você faria para salvar a vida de alguém? Já imaginou que alguém pode precisar de você para viver neste exato momento? A doação de sangue é um ato de amor à vida que, de forma tão simples e rápida, pode transformar para sempre a história de muitas pessoas.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), por exemplo, necessita em média de 150 a 200 doadores por dia. Esse número, no entanto, nem sempre é atingido, especialmente no inverno, quando as doações no estado diminuem bastante, em virtude do desejo que as pessoas têm de ficar mais em casa nos dias frios.

São apenas 5 a 15 minutos. Esse é o tempo que dura uma sessão de coleta de sague para doação, em um processo simples, seguro e sem dor.  Aqui no Paraná, o sangue coletado pela Hemepar – unidade da Secretaria de Estado de Saúde responsável pela coleta, armazenamento, processamento, transfusão e distribuição do material – é encaminhado para 384 hospitais públicos, filantrópicos e privados, entre eles o Hospital Ônix, da Clinipam.

Doação de órgãos – O poder de salvar vidas

doacao-de-orgaos (2)

A cada ano, milhares de pessoas com doenças graves são salvas graças à doação de órgãos.

A cada ano,  milhares de pessoas com doenças graves morrem pela falta de um órgão que lhes permita viver.

Jean Dausset, Nobel de medicina, assim escreveu sobre a doação de órgãos:  “O dom da vida, o mais belo!… Preserve essa joia de solidariedade humana, benevolente e anônima”.

doacao-de-orgaosDe fato, essa doação é um gesto imensurável de amor ao próximo, mesmo em meio a uma dor enorme que toma os familiares na hora da decisão.  Cabe a eles, em tão pouco tempo, definir sobre o destino dos órgãos e tecidos da pessoa falecida. E nem sempre a escolha é pelo sim. Muitas vezes, os familiares optam por não fazerem a doação.

A doação é possível quando o paciente é notificado com morte cerebral. Com a aprovação da família, os órgãos passam por uma triagem a fim de analisar sua aptidão.

 

Crenças religiosas, desconhecimento do processo e recusa em aceitar a morte cerebral estão entre os principais motivos que levam os familiares a recusarem a doação. De acordo com Leonardo Borges de Barros e Silva, coordenador da Organização de Procura de Órgãos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), muitos familiares acreditam ainda que o fato do corpo manter-se quente e do coração seguir batendo é um indício de que a pessoa sobreviverá. O quadro, no entanto, é irreversível, pois com a morte cerebral o paciente perde todas as funções que mantêm a sua vida, como a consciência e capacidade de respirar.

Morto em acidente de carro no Rio de Janeiro, técnico da seleção olímpica alemã de canoagem tem órgãos doados no Brasil.

Stefan Henze - doacao de orgaos

 

Na última sexta-feira (12/08/2016), o técnico da equipe alemã de canoagem slalom, ex atleta e medalhista olímpico Stefan Henze, de 35 anos, sofreu um acidente de carro no Rio de Janeiro. Ele estava no Brasil em razão dos Jogos da Rio 2016. Stefan teve morte cerebral na segunda (15) e a família decidiu pela doação de seus órgãos.  No dia seguinte, uma mulher de 66 anos, cuja identidade não foi divulgada, recebeu seu coração. Os rins e o fígado de Henze também foram captados.

 

Há poucos dias, outro caso de doação chamou a atenção de todo o mundo. Uma noiva foi levada ao altar por homem que recebeu coração do pai dela. Confira no vídeo abaixo:

Mais da metade da população brasileira está acima do peso

obesidade82 milhões de brasileiros com 18 anos ou mais estão acima do peso, revela a Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde.

O índice é superior ao calculado em 2003, pela POF/IBGE.

De acordo com o estudo atual, uma em cada quatro mulheres são obesas. Mais da metade delas (52,1%) apresentaram prevalência superior de obesidade abdominal, com cintura acima de 88 cm, segundo parâmetros da Organização Mundial de Saúde.

Alimentos de origem vegetal ajudam a turbinar a saúde da flora intestinal

bacterias-intestinoVocê já deve ter ouvido falar que nosso organismo é composto, em média, por cerca de 70% de água, não é mesmo? Mas o que pouca gente sabe é que 90% (!) do nosso corpo é composto por células de micróbios. Ou seja, nós somos apenas 10% humanos!

Calma, não entre em pânico. Isso é, na realidade, muito bom. Acontece que parte desse tanto de micróbios forma a nossa flora intestinal, e é possível cultivá-los com determinados alimentos.

Meditação mantém cérebro jovem

meditacao cerebroNós, seres humanos, perdemos um pouco da massa cinzenta do cérebro conforme ficamos mais velhos. É algo natural. Essa substância é responsável pelo processamento de informações que recebemos, nosso raciocínio e outras funções, a exemplo de controle muscular, percepção sensorial, emoção e fala.

O fato é que uma nova pesquisa, realizada pela Universidade da Califórnia, Estados Unidos, e publicada no periódico Frontiers in Psychology, descobriu que é possível preservar a massa cinzenta do cérebro — deixando-a mais jovem — por meio da prática da meditação.

Fumantes subestimam perigo do cigarro

parardefumar

Pesquisa realizada na França e divulgada durante a Conferência Europeia de Câncer de Pulmão (ELCC, na sigla em inglês), na Suíça, mostra um dado alarmante: os fumantes subestimam os perigos do cigarro, mesmo após diversas pesquisas apontarem que ele está relacionado com diversas doenças, inclusive vários tipos de câncer.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores entrevistaram 1.602 franceses, entre 40 e 75 anos. Um terço deles, por exemplo, acredita que fumar menos de 10 cigarros por dia não é danoso para o organismo. A pesquisa também apontou que apenas 40% deles estava ciente de que muitos do perigos do fumo ainda continuam mesmo após largar vício.

Aumento do cigarro eletrônico

Outro dado preocupante, este apontado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), mostra que o consumo de cigarros eletrônicos cresceu, principalmente entre os jovens, passando de 4,5% em 2013 para 13,4% em 2014.

O cigarro eletrônico é controverso. Enquanto alguns especialistas apontam benefícios, já que a pessoa só consome nicotina, e não os outros componentes cancerígenos, outros dizem que ele faz tanto mal quanto o normal.

Clinipam tem grupo de apoio ao fumante

A Clinipam, atenta aos perigos do cigarro, tem um programa de apoio aos fumantes em seu Centro de Qualidade de Vida (CQV). O intuito é promover e recuperar a saúde dos participantes, além de prevenir doenças provenientes do fumo, orientar e informar os malefícios do tabaco. Esse programa se dá por meio de um grupo de apoio que conta com uma equipe multidisciplinar atenta a todas as dificuldades que o fumante possa apresentar nessa fase de transição, oferecendo um cuidado global ao usuário.

Veja 9 dicas para parar de fumar

1ª Dica

A primeira dica para parar de fumar é procurar um médico. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os fumantes que tentam se livrar do tabagismo sem a ajuda de um profissional têm maior chance de fracassar.

2ª Dica

O segundo método para parar de fumar é acreditar que você consegue. Analise sua vida, pense nas situações difíceis que você superou e arranje coragem para enfrentar mais esse desafio. Pedir a ajuda da família também é importante.

3ª Dica

Pare de uma vez! Pegue sua agenda, escolha uma data e escreva: vou parar de fumar nesse dia. Essa sugestão para parar de fumar cigarros envolve muito o psicológico e a força de vontade. Muita gente consegue se livrar do tabagismo dessa forma.

4ª dica

Caso a dica anterior não funcione, é possível tentar a parada gradual. Faça o seguinte: conte o número de cigarros que você fuma por dia e, no dia seguinte, fume menos. Outra maneira de diminuir o consumo é adiar em uma hora o primeiro cigarro do dia. Se você costuma fumr um às 8h, faça isso às 9h no dia seguinte.

5ª dica

A quinta dica para parar de fumar é a seguinte: faça exercícios físicos. “O fumante pode encontrar alguma dificuldade no início do treinamento. Mas, com o passar do tempo e os exercícios seguindo uma regularidade, a melhora da capacidade física vai ser percebida”, disse o professor de educação física Márcio Aldecoa em entrevista ao jornal Zero Hora.

6ª dica

Encontre outra pessoa tentando parar de fumar. Quando você conversa, além de trocar informações, você consola o outro. Palavras positivas, seja na luta contra o tabagismo ou em qualquer outra situação, sempre são bem-vindas e fazem muito bem.

7ª dica

Analise sua vida e veja que situações o levam a fumar. É o estresse? É o trânsito? Ou talvez a cervejinha de final de semana? O ideal é descobrir esses “gatilhos” e tentar evitá-los ao máximo.

8ª dica

A 8ª dica de como parar de fumar é a seguinte: jogue tudo que lembre o cigarro fora, como isqueiros, cinzeiros e fotos de você fumando em algum lugar e até roupas com cheiro. Algumas camisetas, mesmo depois de lavadas, ainda continuam com o cheiro. Mesmo se for uma peça com valor sentimental, jogue-a fora, caso contrário a lembrança pode trazer à tona a vontade.

9ª dica

Encontre algo para substituir o cigarro. De preferência, algo saudável, como, por exemplo, a água. Sempre que surgir a vontade de fumar, tome um copo.

 Veja também: Cigarro eletrônico versus cigarro comum