Como saber se estou com depressão

plano-de-saude-depressao
Doença que caracteriza o estado de humor da pessoa, deixando-a com um forte sentimento de tristeza e melancolia. Esta é a definição deste mal conhecido como depressão. E, sim, a depressão é uma doença. E muitos são os fatores que podem contribuir para o seu aparecimento e desenvolvimento. E são eles o tema do nosso post de hoje.

Quando o indivíduo se encontra em um estado depressivo, há alterações químicas no cérebro, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. E isso deve-se a fatores genéticos (predisposição), somados a fatores ambientais, sociais e psicológicos.

Sentimentos de tristeza, desesperança, desânimo e angústia estão entre os principais sintomas da depressão, mas males como irritabilidade e raiva também podem fazer parte do diagnóstico. Cansaço extremo, desinteresse, falta de motivação, apatia, insegurança, pessimismo, insônia e baixa autoestima completam o quadro de quem sofre, literalmente, com a depressão.

A boa notícia é que há, sim, tratamento contra a depressão. Atualmente, existem mais de 30 antidepressivos disponíveis. Todos não viciantes. Alguns pacientes, entretanto, precisam de tratamento contínuo durante toda a vida para evitar que crises depressivas levem-nos a tomarem decisões extremas. E, além dos remédios, há a terapia, que visa a reestruturação psicológica e o alívio no que se refere ao estresse, que pode agravar o quadro depressivo.