Como ser um doador de sangue

doador_sangue

Na sexta-feira, 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do doador de sangue, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para lembrar o quão importante é participar desta “prática”. O lema deste ano, criado pela WBDD (World Blood Donor Day), é “Oferecer o presente da vida: doar sangue”.

Em comemoração à data, a Clinipam preparou alguns posts sobre como ser um doador de sangue. Você vai saber o que é preciso, quem pode ser, quais são os impedimentos e os requisitos e onde você pode doar. Temos certeza de que no final da leitura você vai compreender a importância da doação, tanto para você, que estará fazendo o bem, como para pessoa, que depende do sangue para viver.

Quem pode ser doador de sangue

Qualquer pessoa pode doar sangue, desde que siga alguns requisitos básicos estipulados pelo Ministério da Saúde. São eles: boa saúde, idade entre 16 e 67 anos, peso superior a 50 kg, não ter ingerido alimento gordurosa 4 horas antes da doação e possuir documento de identificação (RG, carteira de motorista etc.).

Existem alguns impedimentos temporários para quem deseja ser doador de sangue. Se você estiver resfriado, é necessário aguardar sete dias antes de realizar o procedimento. Mulheres grávidas também devem esperar o término da gestação. Aquelas que tiveram parto normal podem doar depois de 90 dias; já as que fizeram cesariana devem aguardar 180 dias.

Pessoas que fizeram tatuagens nos últimos 12 meses estão impedidas de doar sangue. Quem ingeriu bebida alcoólica 12 horas antes do procedimento também não pode. As pessoas que fizeram sexo sem proteção ou visitaram estados com altas taxas de malária (Amapá, Rondônia, Pará, Tocantins, Amazonas e Mato Grosso) devem aguardar 12 meses.

Quem não pode ser doador de sangue

As pessoas que tiveram hepatite depois dos 11 anos e aquelas com HIV e Hepatite B e C estão impedidas. O usuário de drogas injetáveis e os contaminados com malária também não podem.

 Veja também: Grupo Porção saudável