Cuidados com a cólica menstrual

Cuidados com a cólica menstrual

Cerca de 50% das mulheres sofrem com cólicas menstruais. Dores muito fortes no baixo ventre que se irradiam para as costas e membros inferiores, causando náuseas, vômitos, dor de cabeça e inchaço nas mamas são os principais sintomas da cólica menstrual.

Ela pode ser confundida com as normais e ocasionar a endometriose. Muitas vezes as cólicas aparecem no período menstrual e somem rapidamente, fazendo com que se confunda com cólicas normais. O que acontece é que, com o passar dos anos, ela pode tornar-se duradoura e constante, podendo até dificultar a tentativa de gravidez.

A cólica menstrual (ou dismenorreia) pode ser primária ou secundária. No primeiro caso, é ocasionada pelo aumento da produção de prostaglandina. No segundo, é resultado de alterações patológicas no aparelho reprodutivo, como a endometriose, miomas, tumores pélvicos, fibromas e estenose cervical. Por isso é preciso diagnosticar o tipo de cólicas para providenciar os devidos cuidados com a cólica menstrual.

A cólica menstrual primária pode ser prevenida e tratada com a adoção de hábitos mais saudáveis, como exercícios aeróbicos regulares, aplicação de bolsas de água quente no local da dor e dieta rica em fibras.

Para a cólica menstrual secundária, é preciso realizar os devidos exames para a possível realização de cirurgia.