Dia Mundial do Café

clinipam-plano-de-saude-dia-mundial-cafe
Ele é o queridinho do brasileiro. Não tem jeito. Café da manhã, da tarde, da noite, casas, escritórios. Ele está em todo o canto. E não é à toa que o café é tão amado por aqui. A história da iguaria em terras brasileiras teve início por volta de 1727, quando foi trazida para cá pelos franceses. Desde então, o Brasil adotou o café com uma de suas principais fontes de renda e produção, sendo responsável por um terço da produção mundial do grão em todo o mundo.

Agora que você já conhece um pouquinho da história e da importância que o café apresenta para o Brasil, nós lhe perguntamos: você conhece os benefícios e malefícios dele? Tudo bem. Nós contamos para você.

Benefícios:
Primeiramente, o café é uma bebida quente. E consumir bebidas quentes como café ou chá, especialmente na parte da manhã, é bom para aliviar a constipação. Além disso, a cafeína estimula os músculos responsáveis pela digestão, que se contraem e fazem com que você sinta vontade de ir ao banheiro. Prevenção de doenças e melhora na atenção e no desempenho mental são outras vantagens oferecidas pela iguaria, que é rica em vitaminas, sais minerais, antioxidantes e cafeína. Este último elemento, aliás, é a principal amina ativa do café, que é absorvida rapidamente e chega ao cérebro em cerca de 20 minutos após a ingestão, onde age aumentando a influência da dopamina (neurotransmissor).

Malefícios:
Ao mesmo tempo em que o café auxilia na ida ao banheiro, ele é um diurético. Ou seja, retira líquido das fezes, tornando o processo mais incômodo e causando enfraquecimento do organismo. E, devido à cafeína, que é um estimulante, o sono também pode ser atrapalhado e a temida insônia pode surgir.  O café possui também uma relação direta com a doença fibrocística, que é precursora do câncer de mama. Pode ainda causar irritação da pele e outras doenças dermatológicas, como verrugas e psoríase, além de favorecer o aparecimento de pólipos intestinais. Isso tudo, claro, se consumido em excesso.

Portanto, consuma o seu café, mas, como em tudo na vida, com moderação.