Hidrocefalia de Pressão Normal: o lapso de memória confundido com Alzheimer

Hidrocefalia de Pressão Normal

Pessoas acima de 60 anos que apresentam lapsos de memória, dificuldade de locomoção e de reconhecer parentes podem não estar com o Mal de Alzheimer, mas sim, com Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN). Os diagnósticos podem ser confundidos, já que os indícios das duas doenças são quase iguais. Hoje, no blog da Clinipam você vai entender mais sobre sintomas e tratamentos da HPN.

O líquor (líquido cérebro-espinhal) circula entre a medula e o cérebro e é absorvido constantemente. Quando há bloqueio nessa circulação ou absorção, esse líquido passa a ser acumulado nos ventrículos, o que provoca aumento na pressão intracraniana e gera a Hidrocefalia de Pressão Normal. Geralmente, a doença é acentuada no período noturno.

Entre as causas da HPN estão processos infecciosos ou hemorrágicos e traumas intracranianos com sangramentos. A evolução do mal é crônica e pode desencadear, entre outros problemas, trombose, dificuldade respiratória e AVC. O diagnóstico pode ser conseguido por meio de ressonância magnética de crânio ou de cisternocintilografia.

A principal diferença entre o Mal de Alzheimer ou o Parkinson e a hidrocefalia é feita pelo quadro clínico do paciente. Alteração de marcha e dificuldade de controle urinário são os principais sintomas da HPN, enquanto o Alzheimer é caracterizado, em primeiro lugar, pela demência.

A boa notícia é que a Hidrocefalia de Pressão Normal é uma doença tratável, que pode apresentar entre 80% e 100% de melhora dos sintomas. O tratamento é cirúrgico e a vantagem é que o paciente passa por apenas um procedimento. O método consiste na implantação de uma válvula programável sob a pele para drenar o líquor, chamada de Hakim.