O lado negro dos energéticos

Perigos dos energéticos

Muitas pessoas acreditam que 24h ainda é pouco tempo e querem que o dia renda mais. Outras precisam de um estímulo para estudar ou trabalhar em períodos alternativos; outras ainda querem aproveitar todo o tempo que lhes sobra. Nesses casos, é muito comum a ingestão de bebidas que fornecem energia extra. No blog da Clinipam você vai entender porque o uso de energético em excesso pode fazer mal à saúde.

A cafeína é o principal componente das bebidas energéticas, e por isso o alto fornecimento de energia. O que muitos não sabem é que há um limite para seu consumo, que gira em torno de 2,5 miligramas por quilo para uma pessoa adulta. Esse valor é excedido quando há consumo de energético, já que em sua composição a quantidade de cafeína varia de 80 a 500 miligramas.

Cafeína em excesso é sinônimo de problemas, inclusive, e principalmente, do coração. A substância impulsiona a liberação de hormônios estimulantes, como adrenalina e noradrenalina, que provocam o aumento da frequência cardíaca, causam arritmia, além de provocar o estreitamento dos vasos sanguíneos, ou seja, a pressão sobe. Em crianças e adolescentes os efeitos são ainda piores, já que seu sistema cardiovascular está em formação e eles são mais vulneráveis aos efeitos da cafeína.

Infelizmente, os malefícios do energético não param por ai. Há outros prejuízos que podem ser gerados devido ao seu consumo exagerado:

Erosão dentária: O energético contém um baixo pH, o que facilita a saída do cálcio dos dentes e altera a superfície do esmalte, promovendo um desequilíbrio bucal.

Contrações musculares: Contrações involuntárias nos músculos podem ser frequentes, graças às altas taxas de adrenalina e noradrenalina no organismo.

Fasciculação: quando as pálpebras tremem involuntariamente. A fasciculação ocorre quando há níveis muito altos de hormônios estimulantes na corrente sanguínea.

Infarto e AVC: Substâncias estimulantes também são responsáveis por provocar o endurecimento das artérias. No cérebro, esse processo pode causar um derrame, no coração, um ataque cardíaco.

Gastrite: A adrenalina e noradrenalina, liberadas por causa da cafeína, estimulam a produção de ácidos no estômago e geram a conhecida ‘queimação’.

Clinipam, mais saúde pra você!