Outubro Rosa: Sintomas do câncer de mama e como prevenir

outubro-rosa-prevencao-do-cancer-de-mama-plano-de-saude-em-curitiba

 Outubro é o mês de prevenção ao câncer de mama, doença que mais acomete as mulheres. Trata-se de um tumor maligno que se desenvolve graças a alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que se dividem descontroladamente e fazem as células mamárias crescerem anormalmente. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença gera cerca de 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes por ano. Prevenir é sempre a melhor solução e é isso que você vai ver hoje no blog da Clinipam.

A melhor forma de prevenção do câncer de mama é o diagnóstico precoce. Por isso, é importante que as mulheres conheçam seu corpo desde a adolescência, quando as mamas começam a crescer; e realizem o chamado autoexame das mamas, pelo menos uma vez ao mês – prefira fazê-lo sempre no mesmo dia do mês. O primeiro exame clínico deve ser feito aos 20 anos e repetido a cada três anos até os 40 anos, a partir daí, deve-se fazê-lo anualmente. Já a primeira mamografia deve ser realizada aos 35 anos e repetida aos 40. Depois disso, deve ser feita a cada dois anos até os 50 anos, em que deverá ser feita anualmente.

Entre os principais fatores de risco estão os seguintes:

– Idade acima de 50 anos

– Histórico familiar de câncer de mama

– Não ter filhos

– Exposição significativa a raio X

– Primeira menstruação cedo

– Menopausa tardia

– Classe socioeconômica alta

– Primeira gestação após os 30 anos

– Dieta rica em gorduras

– Estuda-se também o uso prolongado de anticoncepcional oral como fator de risco

Se você quer se prevenir contra o câncer de mama, fique atenta também ao estilo de vida. Para combater um dos fatores de risco, você precisa reduzir a gordura endógena e, consequentemente, reduzir o peso corporal, além de manter uma dieta rica em vitamina A. Evite o ganho de peso, principalmente após a menopausa – obesidade aumenta o risco – e o consumo de álcool. E procure sempre praticar atividades físicas.

Os sintomas do câncer de mama não costumam aparecer no início da doença, portanto, fique atenta. Observe se há alterações palpáveis na mama, que podem indicar um caroço, áreas de abaulamentos ou retrações de pele, manchas ou alterações na pele da mama e saída de líquido do bico da mama – geralmente sanguinolentos ou meio amarelados. Se um ou mais desses sinais forem notados, procure um médico. Muito comum, a dor mamária raramente está associada ao câncer de mama, diferente do que muitos podem pensar. Normalmente, suas causas estão ligadas a alterações hormonais ou emocionais – como no período pré-menstrual.

Veja abaixo como realizar o autoexame das mamas e se previna:

 

autoexame-outubro-rosa-cancer-de-mama-plano-de-saude-curitiba