Por que as mulheres grávidas têm desejos?

gravida_desejo_gestante_plano_de_saude_em-curitiba

Uma pequena charada: quem acorda no meio da madrugada com uma vontade incontrolável de abocanhar um sanduíche com queijo gorgonzola, camarões, jabuticaba e azeitonas pretas? Sim, uma mulher grávida. As futuras mamães dão trabalho quando o assunto é desejos. E é sobre eles que discutiremos no post de hoje. Afinal, por que as mulheres grávidas possuem tantos desejos e, mais do que isso, por que alguns deles parecem tão malucos?

Primeiramente, não, não é apenas um mero capricho. Para as mamães de primeira viagem, por exemplo, alguns dos fatores que contribuem para o aparecimento dos desejos são as mudanças corporais e os, até então, desconhecidos papéis social e afetivo que uma mãe deve exercer. Tudo isso acaba causando mudanças no comportamento e nos hábitos alimentares das gestantes, explica o obstetra Abner Lobão Neto, da Universidade Federal de São Paulo, em entrevista à Revista Superinteressante.

Além disso, e agora falando de uma forma geral, há a influencia dos hormônios que, no início da gravidez, causam enjoos, mas que depois podem desencadear os tão comentados desejos. Esquisitos ou não.

Os hormônios prolactina e progesterona são os responsáveis pela alteração nos hábitos alimentares e no ph da boca, levando as gestantes a consumirem alimentos inusitados e que antes não gostavam. Contudo, carências alimentares também podem tomar parte nas causas dos desejos. As futuras mamães, então, começam a procurar alimentos que contenham os nutrientes que estão em falta em seus organismos.

Mas, em todo caso, se você, lendo este post, será um futuro papai e não quer que seu filho nasça com a cara de alguma comida, tente o seu melhor para satisfazer e, brincadeiras a parte, compreender os desejos de sua mulher.