Por que sentimos mais fome no frio?

clinipam-plano-de-saude-frio-comida
O outono está aqui. E, por ser uma estação amena e diversificada, abriga tanto dias quentes como dias frios. E, nos frios, algo estranho acontece: a fome aumenta. Parece que a necessidade de esquentar a barriga com aquele lanche ou refeição triplica de tamanho e você, simplesmente, não consegue se controlar, não é? Bem, isso tem explicação.

Em dias frios, o gasto de energia é muito maior, pois o corpo trabalha de forma mais intensa para fornecer calor e manter a temperatura interna em 37º. E, daí para frente, é simples: quanto mais você gasta energia, mais você precisa repô-la. E é neste ponto que a fome descomunal entra, pois precisamos consumir mais calorias para equivaler o esforço que o nosso corpo está fazendo para nos manter quentinhos.

Até aí, tudo bem. O problema é que no frio também desejamos coisas mais gordurosas e repletas de açúcar. Pare para pensar por um momento: o dia está congelante e você está sozinho em casa à noite. Você vai de salada ou de fondue de queijo quentinho? Pois é.

Por isso, é necessário ter cuidado, pois o frio passa rápido, mas os quilinhos a mais, nem tanto. Coloque tudo na balança e tente se policiar ao máximo, por mais tentador que aquele chocolate quente com creme pareça.