Prevenir e tratar dores crônicas é possível

dor-de-cabeca-cronica-cefaleia-clinipam-plano-de-saude-curitiba

A dor crônica é definida como uma doença e precisa de tratamento. Já a dor conhecida como aguda é aquela responsável por avisar se há algo errado em nosso organismo e possui duração limitada. Dessa forma, é preciso ficar atento aos sinais que o corpo nos dá, já que é possível prevenir e tratar as dores crônicas. Conheça as dicas que a Clinipam tem pra você.

Segundo o reumatologista Paulo Carrilho, a dor crônica é aquela que, de modo geral, dura mais que três meses. Entre as mais comuns estão a osteoartrite, artrite reumatoide, lombalgias, cefaleias e a fibromialgia. “As dores crônicas, no geral, não têm cura, o que existe é uma boa possibilidade de fazer remédios e manter a pessoa sem dor, ou muito próxima do limite de ausência de dor”.

Uma forma de prevenção às crises de cefaleia é se proteger dos estímulos que podem desencadeá-las e evitar o estresse. Algumas vezes, também é preciso fugir de alimentos como café, chocolate e queijo. Para prevenir lombalgias e osteoartroses, o cuidado com a postura é a principal dica. Evite também o levantamento de pesos e uso diário de saltos altos. Ainda não há formas de prevenção para a fibromialgia, mas há formas de controle, feito com antidepressivos, analgésicos e relaxantes musculares.

A psicóloga Julyana Andrade Vieira explica que o tratamento da dor crônica precisa ser multidisciplinar, ou seja, é preciso tratar as partes biológica, psicológica e social. “A estrutura emocional de cada pessoa, as vivências dolorosas que tiveram durante a vida, principalmente na primeira fase da infância, são determinantes para conseguimos entender de que forma essa pessoa vai sentir a dor, tanto na intensidade, como na forma”.

Cada caso precisa ser avaliado por profissionais, que vão indicar as melhores formas de tratamento. Geralmente, as doenças crônicas são controladas com medicações, além de hábitos de vida saudáveis. Isso inclui uma boa alimentação e prática de atividades físicas. Em casos de cefaleia, técnicas de relaxamento podem ser indicadas; em outras situações, também pode ser recomendada a fisioterapia.

Prevenção e tratamento de doenças crônicas, seja quais forem, exigem sobretudo um apoio psicológico. No vídeo você confere alguns exercícios para aliviar dores: