Entenda por que o sol dá dor de cabeça

clinipam-plano-de-saude-sol-dor-de-cabecaO verão está, literalmente, queimando a cuca de muitas pessoas ao redor de todo o Brasil. A intensidade do sol tem atingido níveis espantosos durante o período da manhã e da tarde. E isso, por mais que agrade a alguns, acaba se caracterizando como um problema para outros. E tal problema atende pelo nome de dor de cabeça.

Dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC) revelam que a queixa de dor de cabeça ao longo da vida atinge 93% dos homens e 99% das mulheres; por mês, 76% delas têm algum episódio, contra 57% dos homens. E alta incidência de luminosidade nesta estação quente pela qual estamos passando contribui, infelizmente, para que estes números cresçam.

Já segundo o pesquisa Centro Médico Beth Israel Deaconess, nos Estados Unidos,  para cada 5ºC a mais n temperatura há um crescimento de 7,5% nas dores de cabeça. Além do sol, típico da estação, os vilões são outros fatores ambientais, como pressão, umidade e poluição do ar, que ficam mais intensos também.

Doenças comuns no verão

clinipam-plano-de-saude-doencas-verão

O verão está quase aí. Muito sol, praia, água de coco e diversão. O problema é que algumas enfermidades também gostam de dar às caras na estação.  Separamos algumas das doenças mais comuns no verão para você se prevenir.

Desidratação – A desidratação, muito comum no verão, é causada pela perda de líquidos e eletrólitos no corpo. Entre os sintomas, há mal estar e dor de cabeça. Para evitar esta doença comum no verão, deve-se beber muita água e suco de frutas.  Cerveja e refrigerante não servem, ok? Rs.

Intoxicação alimentar – no verão, as pessoas costumam se alimentar na praia, na rua ou em estabelecimentos desconhecidas. É importante, antes de consumir algo, verificar se o produto em questão ficou por muito tempo exposto ao sol. A exposição excessiva por gerar microrganismos nocivos ao corpo humano.  Os sintomas desta doença de verão são vômito, diarreia, febre e até desidratação.

Insolação – É a demasiada exposição ao sol que gera queimaduras e prejudica o funcionamento do organismo. Pode ser prevenida por meio de hidratação e da não exposição elevada ao sol. Recomenda-se, também, não tomar banho de sol entre as 10h e às 16h.

Micose – Esta doença comum verão é caracterizada por fungos que se proliferam na pele causando irritação e coceira.  Em casos graves, pode causar até infecção. Para evitá-lo, seque bem o corpo após deixar o banho. Já as meninas, para se prevenirem da micose, também precisam secar bem os cabelos.

Bicho geográfico – Protozoário que penetra na pele resultando em dores e coceiras. Ganha esse nome porque o protozoário, ao caminhar na pele, faz praticamente o desenho de um mapa. Para driblar esta doença comum no verão, é necessário tomar cuidado com fezes de animais na areia e na água.

Otite – a otite é uma inflamação no ouvido gerada pela água que pode entrar em excesso na região. Causa irritação e pode conter fungos. É evitada por meio da retirada da água que entrou no ouvido. Para secá-lo, use cotonetes.

Estes são apenas alguns exemplos do que estamos sujeitos durante o verão. Ainda há riscos de contração de doenças mais sérias, como a dengue ou a hepatite A. Portanto, nada de brincar com sua saúde. Fique atento e tome os cuidados necessários!

É possível praticar exercícios físicos durante a gravidez. Saiba quais!

clinipam-plano-de-saude-gravidas-exercicios-fisicos
A gravidez é um período lindo, mas repleto de dúvidas. Muitas mamães (e não só as de primeira viagem) têm muitas dúvidas acerca do que pode ou não fazer. E a prática de exercícios físicos durante a gestação está entre elas. E a resposta para esta dúvida é o tema do post de hoje.

A resposta é sim. Aliás, exercícios físicos não só podem ser realizados durante a gestação como são essenciais para o bem-estar gestacional. Dentre os benefícios resultantes da prática, podemos citar o controle de peso da mãe, a redução de riscos obstétricos, a manutenção do condicionamento físico e a diminuição de males como o estresse e a depressão.

Como cuidar da saúde do rim

clinipam-plano-de-saude-como-cuidar-rim
Como bem sabemos, todo ser humano possui dois rins, que estão localizados na região lombar, acima da cintura, nos dois lados da coluna vertebral. Mas você conhece as funções que eles exercem e os motivos pelos quais devemos mantê-los saudáveis? Pois bem, nós contamos para você.

Dentre as funções que o rim apresenta, as principais são a eliminação de toxinas prejudiciais ao organismo por meio da filtração do sangue e a produção de hormônios que previnem o risco de problemas como a anemia e descalcificação dos ossos. Porém, além disso, os rins também controlam a quantidade de água e sal que circula pelo corpo, auxiliam no controle da hipertensão arterial e eliminam medicamentos e outras substâncias que possam fazer mal ao corpo.

Dia Mundial da Saúde

clinipam-plano-de-saude-dia-mundial-saude
De acordo com os conceitos estipulados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde é mais do que estar simplesmente livre de doenças. Ela consiste em um conjunto de fatores que envolvem bem-estar físico, mental e social. E, para que nos lembremos disso, a organização criou, ainda em 1948, o Dia Mundial da Saúde, que é celebrado no dia 7 deste mês.

E, em referência a esta importante data, nós, da Clinipam, atentamos você, prezado leitor, para os principais cuidados necessários com a sua saúde. São eles: boa higienização, alimentação saudável, realização de atividades físicas, exames preventivos e informações sobre doenças.