Lidando com a Ansiedade

A ansiedade é uma emoção comum no ser humano, ainda mais quando surgem algumas inseguranças ou situações desagradáveis no dia a dia como no trabalho, antes de uma prova, em uma entrevista de emprego, entre outros.

Manter o controle não é uma tarefa fácil. Mas separamos algumas dicas que você pode praticar para tentar amenizar este problema. Confira:

  • Exercite-se. A prática de exercícios físicos é uma aliada para o tratamento da ansiedade. Uma caminhada 3 vezes por semana por pelo menos meia hora ou andar de bicicleta e outros meios alternativos de transporte para se locomover ajudam na ansiedade e na saúde do organismo. A escolha de ambientes calmos como parques arborizados são bastante benéficos.
  • Organize suas tarefas. O seu dia renderá muito mais se você listar suas tarefas e metas diárias e ir eliminando-as de acordo com a finalização de cada uma. Além de trazer uma maior satisfação, a sua cabeça organizará melhor o que precisa ser feito.

Como lidar com a ansiedade

ansiedadeInquietação? Agitação? Aflição? Angústia? Se você está sofrendo com alguns destes sintomas, ou algo parecido, você pode estar sendo alvo da temida ansiedade. E o problema, que é caracterizado pelos sintomas citados anteriormente, mais o nervosismo, nada mais é do que uma característica biológica que se manifesta perante uma situação de perigo ou estresse. Ou seja, pode surgir em qualquer pessoa, independentemente da idade.

O curioso da ansiedade, todavia, é que ela pode ser tanto um lado bom quanto um ruim. Tudo vai depender das circunstâncias e da intensidade com que ela surge. Quando ela aparece de forma moderada, por exemplo, acaba estimulando o indivíduo a agir devido à ação que provoca no corpo. Porém, quando se apresenta em excesso, tem o efeito contrário, causando medo e insegurança.

A importância do acompanhamento médico durante a gravidez

clinipam-plano-de-saude-acompanhamento-medico-gravidez
Se você está lendo esta postagem, temos duas coisas para lhe dizer. A primeira delas é: parabéns! Pois estar aqui significa que ou você está esperando um bebê ou, provavelmente, está pensando em ter um. A segunda é: independentemente de qual for o seu caso, gravidez exige cuidado. E este é o assunto do post de hoje.

O acompanhamento médico durante a gestação chama-se prénatal e envolve uma série de exames e orientações para que tanto a mãe como o bebê mantenham suas saúdes intactas durante todo o processo. É recomendado que o acompanhamento tenha início logo que a gravidez for confirmada ou antes de completar três meses. Desta forma, complicações e males são evitados.

Saiba por que não conseguimos provocar cócegas em nós mesmos

clinipam-plano-de-saude-cocegas
Certamente, há um ou mais pontos em seu corpo que lhe provocam as tão desconfortáveis e divertidas cócegas. Mas, independentemente de você amá-las ou odiá-las, há uma pergunta que não quer calar e que a maioria das pessoas já deve ter se feito: por que não consigo fazer cócegas em mim mesmo? Bem, nós fomos atrás da resposta.

É bem simples, na verdade. Você não consegue fazer cócegas em si mesmo porque o cérebro reage de forma diferente a um autoestímulo. Isso porque ele é capaz de prever as consequências das ações que provocamos em nós mesmos. Logo, você não sentirá os efeitos das cócegas se for você quem as estiver fazendo.

Os riscos de se roer unhas

clinipam-plano-de-saude-roer-unhas
Quem tem o costume de roer as unhas sabe o quanto a prática pode ser desagradável, porém involuntária. É encontrar-se em uma situação de ansiedade ou estresse e, pronto, lá está você novamente com as unhas na boca, sem perceber. O problema é que roer as unhas pode fazer mais mal do que você imagina.

O vício em roer unhas, chamado de onicofagia, promove a destruição de elementos importantes para o nosso corpo, como a cutícula e a pele, que são responsáveis por nos proteger dos agentes externos (vírus e bactérias) que querem colonizar nosso corpo. A região roída também pode sofrer com inflamação e pus, devido às feridas causadas pelos dentes.

Distúrbios de humor: uma das principais causas de quadros de insônia

insonia-clinipam-plano-de-saude-em-curitiba-estresse-falta-de-sono

A insônia é caracterizada pela sensação de sono não satisfatório. O que você vai ver hoje no blog da Clinipam, e que muitos podem não saber, é que o estresse e outros distúrbios do humor são um dos principais causadores a falta de sono. Por mais que a quantidade de tempo que a pessoa necessita dormir por dia varie conforme a idade, é importante que a noite seja bem dormida, afinal, um bom sono contribui para a qualidade de vida.

De acordo com o psiquiatra Mateus Firmino, as principais causas da insônia podem ser psicológicas, físicas (hipotireoidismo, hipertensão, diabetes mal compensada, doenças respiratórias e neurológicas, dores crônicas) e por abuso de substâncias (álcool, cafeína, cigarro e drogas ilícitas). “Cerca de 30% das pessoas com insônia também apresentam algum desequilíbrio emocional, como depressão, além de ansiedade, estresse, fobias”.

Quem complementa esse argumento é a psicóloga Juliana Andrade Vieira, que afirma que o estresse é uma das principais causas dos quadros de transtornos do sono e pode desencadear tanto a insônia aguda, como a crônica. Entender a relação entre o transtorno do sono e os distúrbios de humor é importante para que seja possível chegar à origem de ambos os problemas. “Para que a gente possa limitar o efeito do estresse sobre o sono é fundamental que você perceba quais são os focos de estresse na sua vida”.