Vai-se o outubro rosa, vem o novembro azul

outubrorosanovembroazul

O mês está acabando e com ele o maior destaque mundial para o câncer de mama. Porém, mesmo sem a grande visibilidade do outubro rosa, é importante lembrar-se de que qualquer mês e dia são tempos de cuidar-se. E sobre isso, uma das coisas mais importantes é fazer o autoexame. Quanto mais cedo for a descoberta do câncer, melhores são os resultados do tratamento.

autoexame-mama

Com o fim de outubro, ainda que o destaque ao tema deixe de ser tão intenso, ao menos tem início o novembro azul, mês em que a consciência é despertada para o câncer de próstata. Aqui no Brasil, ele é o segundo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele (esse também é o mais comum entre as mulheres). Estima-se que ao final de 2016 sejam detectados 61.200 novos casos de câncer de próstata, segundo dados do INCA.

Câncer de mama , uma reflexão sobre a própria vida

cancer-de-mama

Não é fácil. Receber o diagnóstico de câncer de mama e enfrentar os tratamentos  com certeza fazem parte de uma fase de tensões, ansiedade e, para muitas mulheres, sentimentos de culpa.  Sobre esse último, é comum entre elas a busca por uma razão que justifique a doença , razão essa que para muitas parece estar ligada a suas ações: o que teria feito para isso, talvez esteja sendo castigada etc.

Somete quem passa ou passou por esse conflito emocional pode saber o quanto ele é marcante e o quanto superá-lo pode ser fundamental para enfrentar o tratamento sentindo-se forte, bela e merecedora de uma vida cheia de bons momentos.

Fugindo dos aspectos meramente negativos, algumas mulheres decidem enfrentar esse momento como uma ruptura com sua vida anterior. Algumas chegam à conclusão de que não viviam de forma plena, que não estavam tempo o suficiente com quem amam, que há tempos já não faziam o que tanto gostavam.  Por isso, com o tratamento, surgem também novos planos, agora movidos por uma paixão maior e até então desconhecida.

Enfrentar a ideia de sua própria morte lhes permite superar o sofrimento  e relativizar os medos. Além disso, depois dessa experiência marcante, muitas descobrem a grandeza do amor e da amizade de familiares, amigos e até de pessoas que não pareciam tão  próximas. Esses sim são sentimentos que ajudam as mulheres em tratamento, renovando sua confiança e aumentando sua força e autoestima.

Outubro rosa também chama atenção para câncer de mama masculino

cancer-de-mama-masculino

Outubro é o mês em que mundialmente é feita uma campanha com o intuito de alertar às mulheres sobre o câncer de mama, o já conhecido outubro rosa. Toda ação é pensada especialmente para elas, tanto que o nome e cor utilizada são o rosa, que culturalmente ainda é a que mais representa o feminino.

No entanto, o mês também deve ser lembrado como luta contra o câncer de mama como um todo, o que também inclui os homens, ainda que de forma mais rara. Segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres (superado apenas pelo de pele), o câncer de mama representa cerca de 25% dos novos casos a cada ano entre elas, enquanto nos homens esse número é de menos de 1%. Embora esse pareça um número pequeno, 181 homens morreram da doença no Brasil em 2013, segundo últimos números do INCA – Instituto Nacional do Câncer.

“Em momento algum pensei em desistir”, diz paciente que venceu o câncer de mama

cancer-de-mama-pacienteIngrid Cassiene Klass, 29, nunca teve em sua família um caso de câncer. Quando um pequeno nódulo benigno apareceu em seu seio aos 24 anos de idade, jamais imaginou que pudesse se tratar de um câncer de mama.

Depois de dois anos de exames e acompanhamento médico, o nódulo que Ingrid descobriu ao se coçar depois que adquiriu uma alergia transformou sua vida ao se revelar maligno.

De casamento marcado, cheia de sonhos e planos, a professora e psicopedagoga se descobriu desesperada. Mas foi no amparo do noivo, amigos, família e no amor pela vida que encontrou forças para lutar contra o câncer.

Outubro Rosa

Outubro é o mês de prevenção ao câncer de mama. O movimento, do qual a Clinipam está participando, começou em Nova York, nos Estados Unidos, em 1990. Neste ano, diversas entidades fizeram campanhas de prevenção ao câncer de mama. Posteriormente, elas foram espalhadas pelo mundo e hoje fazem parte do calendário de diversos países.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil há cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama por ano. O número de mortes é de quase 14 mil. Esse tipo de câncer é mais comum entre as mulheres. O diagnostico precoce é o melhor remédio.

Outubro Rosa: Sintomas do câncer de mama e como prevenir

outubro-rosa-prevencao-do-cancer-de-mama-plano-de-saude-em-curitiba

 Outubro é o mês de prevenção ao câncer de mama, doença que mais acomete as mulheres. Trata-se de um tumor maligno que se desenvolve graças a alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que se dividem descontroladamente e fazem as células mamárias crescerem anormalmente. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença gera cerca de 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes por ano. Prevenir é sempre a melhor solução e é isso que você vai ver hoje no blog da Clinipam.

A melhor forma de prevenção do câncer de mama é o diagnóstico precoce. Por isso, é importante que as mulheres conheçam seu corpo desde a adolescência, quando as mamas começam a crescer; e realizem o chamado autoexame das mamas, pelo menos uma vez ao mês – prefira fazê-lo sempre no mesmo dia do mês. O primeiro exame clínico deve ser feito aos 20 anos e repetido a cada três anos até os 40 anos, a partir daí, deve-se fazê-lo anualmente. Já a primeira mamografia deve ser realizada aos 35 anos e repetida aos 40. Depois disso, deve ser feita a cada dois anos até os 50 anos, em que deverá ser feita anualmente.

Entre os principais fatores de risco estão os seguintes: