Tratamento para anafilaxia

Tratamento para anafilaxia

A anafilaxia, reação alérgica de hipersensibilidade, atinge de 0,05 a 2% da população mundial. Você provavelmente conhece ou viu em filme alguém que não pode comer amendoim ou camarão; ou aquela pessoa que, quando vê um inseto, corre para longe, com medo da picada, certo? Pois ela tem anafilaxia.

O choque anafilático, como também é conhecido, pode ser fatal, já que pode provocar a obstrução das vias aéreas. Se você presenciar alguém tendo anafilaxia, chame uma ambulância imediatamente. Os alérgicos geralmente carregam consigo epinefrina no bolso. Por isso, olhe também nos bolsos.

Sintomas da anafilaxia

Além da obstrução das vias aéreas, há outros sintomas envolvendo o choque anafilático. Geralmente há excesso de suor, o pulso começa a bater mais rápido que o normal, o corpo fica mais vermelho, a pessoa pode ter confusão mental e é possível até que vomite.

Tratamento da anafilaxia

Independente do primeiro socorro em caso de choque anafilático, é necessário levar a pessoa o mais rápido possível ao médico. Lá, os profissionais de saúde vão injetar adrenalina, além de oferecer oxigênio.

Caneta de adrenalina

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) solicitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que a caneta de adrenalina, vendida somente no exterior, seja comercializada também no Brasil. Segundo a entidade, isso pode evitar diversas mortes.

A caneta de adrenalina funcionaria como a injeção de insulina em pessoas com diabetes. Seria necessário apenas retirar a tampa e aplicar na coxa, aguardando um período de 10 segundo para que atinja os tecidos rapidamente.

Veja também: Doenças circulatórias